12 janeiro 2017

A importância do ácido fólico - Tentantes e Grávidas



Quando decidimos engravidar, alguns passos devem ser seguidos para que tudo corra bem. Um item importante, eu diria essencial para o sucesso de seus treinos e de uma gestação saudável, é a ingestão de ácido fólico.

Tentantes e gestantes devem fazer uso do ácido fólico diariamente para que alguns problemas sejam evitados e para benefício de outros pontos que citarei a seguir.

Poucas mulheres sabem, mas o ácido fólico é uma vitamina. Pode ser conhecido também como vitamina B9 ou vitamina M. É umas das vitaminas pertencentes ao grupo das vitaminas do complexo B ( as ditas vitaminas da fertilidade), necessário para formação, principalmente de hemoglobina (proteína que contém ferro presente no sangue através dos glóbulos vermelhos) que permite o transporte adequado de oxigênio pelo sistema circulatório.
Além de ser item importante no tratamento de anemias, ajudar na prevenção de doenças cardíacas e derrame, ajudar no controle da pressão arterial e reduzir o risco de Alzheimer, age diretamente na fertilidade de homens e mulheres.


Ácido Fólico e a fertilidade feminina

Para as mulheres age diretamente na qualidade do óvulo, sendo um dos responsáveis por estimular os hormônios sexuais femininos. É o que afirma o site português Todo Papas.

Atua na formação do tubo neural do feto, contribuindo para a formação correta do cérebro e coluna, evitando mal formações como espinha bífida, anencefalia, lábio leporino entre outros. Como já citado, pode ainda diminuir a ocorrência de algumas síndromes, entre elas a síndrome de down. É na verdade um dos responsáveis por diminuir em até 70% a ocorrência de mal formação fetal, partos prematuros e abortos no primeiro trimestre de gestação.

É recomendado que comece a ser usado no mínimo 3 meses antes da ocorrência de uma gravidez até a 12ª semana de gestação sem interrupções. É justamente nesse período de divisão celular e formação do embrião que as anomalias podem surgir.
Há quem diga que o ácido fólico age no organismo até mesmo após o parto. Seus benefícios ainda podem ser sentidos através da qualidade do leite materno.

Alimentos ricos em ácido fólico

Uma alimentação saudável, rica em ácido fólico, deve ser mantida durante toda a vida e não somente durante os treinos ou na gravidez. Anemia é umas das doenças que podem surgir pela carência de ácido fólico no organismo.
As principais fontes de ácido fólico são as vísceras animais, principalmente fígado, o feijão e os vegetais de folhas verdes como o espinafre, aspargo e o brócolis, além de abacate, abóbora, carne de vaca, carne de porco, cenoura, couve, fígado, laranja, leite, maçã, milho, ovo, queijo e verduras verde escuras em geral.
Mulheres em idade reprodutiva devem ficar atentas a sua alimentação mesmo antes de decidir engravidar.

Ácido fólico ajuda a engravidar? 


Ele melhora a qualidade dos óvulos. Quando o óvulo tem boa qualidade é facilmente fecundado e tem uma maior probabilidade de gerar um embrião saudável.

Qual a dosagem adequada de ácido fólico para tentantes e gestantes?

O ministério da saúde informa que é necessária uma ingestão de 5 mg dia, ou seja, 1 comprimido ao dia em qualquer horário.
Fique atenta ao comprar o seu ácido fólico pois ele pode ser encontrado em doses de 2 mg e 5 mg. Se adquirir a de 2mg , terá que tomar no mínimo dois comprimidos ao dia.
A marca e o laboratório não são importantes, apenas tome a quantidade recomendada pelos médicos.
Se você já faz uso de algum complemento vitamínico, certifique-se da presença e da quantidade de ácido fólico contido no produto. Não existe a necessidade de uma ingestão maior do que a recomendada, salvo alguns casos de anemia.


Não tomei ácido fólico, meu bebê terá problemas?

A não complementação de ácido fólico durante a gravidez , não indica que seu bebê terá problemas, e sim que existe uma maior predisposição a isso.
Por isso é importante manter uma alimentação saudável durante toda a vida. Mulheres que se alimentam corretamente, de forma saudável, já possuem uma boa taxa de ácido fólico em seu organismo o que já previne as anomalias e problemas causados pela falta dessa vitamina. Não indica que não precisem administrar o ácido fólico durante a gravidez, mas já serve para nos tranquilizar diante de quadros em que não foi possível iniciar seu uso no período indicado.


É possível iniciar seu uso mesmo sem receita médica.


Se você descobriu uma gravidez, comece a tomar o ácido fólico o quanto antes, não espere pela consulta médica.

Eu já comecei e você ?

XOXO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oba! Obrigada por Comentar

© Coisas que Vivo - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo